País

Escolher um Gatinho

Cada casa tem as suas particularidades e toda a gente tem o seu próprio estilo de vida. Portanto, é importante escolher um gatinho que irá ficar confortável com as suas rotinas. Dessa forma, a longo prazo, ele ficará muito feliz – tal como você!

Raça pura ou gato doméstico?

Uma excelente forma de saber mais sobre raças de gatos é utilizando o Selecionador de Raças Whiskas – uma ferramenta online concebida para o ajudar a escolher a raça de gato certa para o seu estilo de vida.

Os gatos de raça pura têm determinadas necessidades ou temperamentos muito particulares – alguns podem ter mais dificuldades junto de crianças, por exemplo. Se estiver interessado numa raça em concreto, leia tudo para saber se esse é o gato indicado para si.

Um gato de raça pura pode chegar a custar algumas dezenas de euros. Se realmente quiser comprar um, fale primeiro com o seu veterinário para poder confirmar se o criador é de confiança. Durante a compra, garanta que o criador lhe dá a documentação necessária para provar que o seu gato é mesmo de raça pura.

Por outro lado, lembre-se que em cada cinco gatos, quatro advêm de cruzamentos de raças. Portanto, mesmo que escolha um gato doméstico estará em boa companhia.

Outra opção válida é considerar adotar um gatinho ou um gato de um dos muitos centros de acolhimento de animais espalhados pelo país. Ao fazer isso, irá dar um merecido lar a um animal de estimação.

Algumas associações a considerar

União Zoófila
Liga Portuguesa dos Direitos do Animal
Animalife

Escovagem e comprimento do pelo

Os gatos com pelo comprido – tal como os Maine Coons, os Persas ou os Turkish Vans – precisam de escovagem e cuidados diários para manterem o pelo saudável e sem ficar emaranhado.

Se procura um gato que requeira pouca manutenção, irá querer um com pelo curto – a melhor coisa dos gatos de pelo curto é que eles “escovam-se” a eles próprios. Ainda assim, ajudá-los ocasionalmente é uma ótima forma de criar laços. E também de retirar aquelas bolas de pelo!


Macho ou fêmea?

Esta escolha vai muito com o gosto pessoal. A castração é recomendada a ambos os géneros de gatinhos antes de atingirem a puberdade e, depois desta operação, tanto os machos como as fêmeas têm traços de personalidade semelhantes. Se for criar dois gatinhos da mesma ninhada, é melhor serem ambos do mesmo sexo, assim a castração precoce deixa de ser um problema.

Quantos gatos quer ter?

Geralmente, os gatos parecem ser os únicos felinos a viver isoladamente numa casa. Mas, se tiver espaço suficiente, criar dois gatinhos ao mesmo tempo pode ser verdadeiramente recompensador. Eles não irão apenas fazer companhia um ao outro enquanto você estiver fora de casa, mas também irão dar o dobro da satisfação ao seu dono. Se estiver a pensar criar dois gatinhos, seria uma boa ideia que fossem da mesma ninhada. Desse modo, eles já se conhecem um ao outro e haverá maior probabilidade de terem personalidades semelhantes.

Introduzir um gatinho jovem a um gato adulto precisa de cuidados mais exigentes. Leve o seu tempo, seja paciente e garanta que cada um dos gatos tem o seu espaço individual de alimentação e dormida.

Pode encontrar mais detalhes no nosso artigo “apresentar outros gatos e animais”.

Posso ter crianças pequenas?

Algumas raças de gatos são conhecidas por não gostarem de estar junto de crianças. O mesmo pode acontecer num gatinho com necessidades especiais, ou que tenha tido um início de vida atribulado. Portanto, é importante confirmar os antecedentes e as características da raça de cada gatinho antes de o levar para casa. A melhor coisa a fazer é levar consigo a criança para conhecer o gatinho que pretende. Como é que o gatinho reage? Ele é sociável e enérgico, ou fica nervosa quando conhece pessoas novas?

Já com o gatinho em casa, não se esqueça que aquela pequena bolinha de pelo tem garras afiadas e dentes que parecem agulhas! Morder e arranhar faz parte do comportamento natural dos gatinhos, sendo que fica mais frequente quando se sentem ameaçados. As crianças mais novinhas podem precisar de perceber que o seu novo gatinho não é um brinquedo de peluche, mas sim um ser vivo que facilmente as podem magoar. Leve as coisas calmamente e supervisione as suas crianças até elas aprenderem a tratar do seu gatinho de forma segura.

Pode encontrar mais detalhes no nosso artigo “Gatinhos e crianças”.


Consentimento do Cookie