País

Sinais de stress

Mesmo os gatinhos mais tranquilos podem ficar ansiosos. Se observar sinais de stress ou um comportamento pouco habitual no seu gatinho, fale com o veterinário – ele pode dar-lhe dicas e conselhos e, se necessário, recomendar-lhe um especialista em comportamentos de animais.

Lembre-se de que os gatos são caçadores por natureza.

Importa lembrar que alguns comportamentos – como afiar as unhas e a marcação pelo odor – podem ser perfeitamente naturais, do ponto de vista do seu gato … embora não sejam aceitáveis para si!

Marcação com urina

No seu habitat natural, os felinos deixam sinais claros para marcar o seu território e evitar conflitos com outros felinos – algo que é importante, porque dependem somente deles próprios para se manterem longe dos perigos.

O seu gatinho usa um sistema complexo de sinais odoríferos, a fim de assegurar que o seu território não tem demasiados gatos.

O seu gatinho exibe exatamente o mesmo tipo de comportamento e a marcação com urina, ou spraying, é uma das suas formas favoritas de estabelecer o seu território.

Massajar com as patas

Não há nada mais enternecedor do que os momentos em que o seu gatinho descansa no seu colo e massaja as suas pernas com as suas patas. É uma espécie de massagem!

Ao repetir este comportamento ao longo do seu crescimento, o seu gatinho está a mostrar-lhe que se sente seguro e feliz.

Através deste gesto de afeto e contentamento, o seu gatinho expressa um comportamento natural cuja origem remonta ao dia em que nasceu. 

Esfregar-se e arranhadelas

No estado selvagem, os felinos são extraordinariamente independentes e não precisam de ninguém para sobreviver. O seu gatinho não é diferente.

As arranhadelas do seu gatinho são um comportamento natural, mas isso nem sempre é bom para a sua mobília!

É por essa razão que ele envia sinais claros a outros gatos, a fim de evitar mal-entendidos e possíveis conflitos. Um dos sinais mais fortes é o odor. 

Movimento das orelhas

As orelhas do seu gatinho são verdadeiramente impressionantes. Existem 30 músculos diferentes em cada uma delas, o que lhes permite girar num ângulo de 180° – e podem mesmo mudar de forma!

Ao observar os pequenos tiques da sua bolinha de pelo, está na verdade a comunicar com ele!

Aprender a interpretar os diferentes movimentos das orelhas do seu gatinho permite-lhe perceber o estado de espírito dele em diferentes momentos.

Movimento da cauda

A cauda do seu gatinho dá-lhe pistas sobre o seu estado de espírito. Na realidade, mexer esta parte do corpo é uma das formas mais eficazes dos gatos comunicarem.

Agitar a base ou a ponta da cauda é a maneira do seu gatinho dizer “olá”.

Muito mais do que um sinal de felicidade

Quando o seu gatinho está contente e confiante, coloca a cauda apontada para cima. Fá-lo também para expor os seus genitais, convidando-o a farejar por baixo da sua cauda para o conhecer melhor! É um gesto amigável, por isso é importante ser afetuoso com ele.

Ronronar e chamadas de atenção dos gatinhos

Desde o clássico “miau” até a um largo espetro de ronrons e pequenos guinchos, o seu gatinho usa a sua voz natural para fazer uma grande variedade de sons – mais do que a maioria dos outros animais, de facto.

Quanto mais falar com o seu gatinho, mais ele o irá compreender e responder.

Os gatos conseguem emitir cerca de 60 sons diferentes e, cada um deles, pode ser pronunciado com diferentes tons e intensidades, consoante o propósito. Mas, o que é que eles tentam comunicar consigo?

Linguagem corporal

O seu gatinho pode parecer um pequeno peluche fofinho, mas ele irá fazer tudo o que puder para evitar uma luta.

Um truque que o seu gatinho pode usar para assustar um possível oponente é fazer parecer-se maior do que aquilo que realmente é.

Tal como os grandes felinos, ele é, por natureza, um animal solitário que depende de si próprio para sobreviver, portanto o conflito é a última coisa que ele quer.