País

Casa à prova de gatos

O seu gatinho é um explorador nato. Ao deixá-lo explorar o ambiente à sua volta está a ajudá-lo a criar um território seguro em que se sinta confortável.

Mesmo tomando todas as precauções, o seu pequeno aventureiro de quatro patas pode meter-se em sarilhos.

A sua natureza curiosa pode deixar o seu gatinho em apuros, por isso importa estar atento a potenciais perigos. 

Estabelecer rotinas

Todos os donos desejam que os seus gatinhos se habituem à nova casa rapidamente. Pode ajudá-lo a instalar-se estabelecendo rotinas básicas. Aqui deixamos algumas sugestões de hábitos que deve ir criando.

A melhor forma de fomentar os seus instintos de caça naturais é fazê-lo através da brincadeira.

Usar a caixa de areia

Os gatinhos têm, por natureza, o hábito de se lamberem para se manterem limpos. De modo a incentivar este instinto natural, coloque a caixa de areia num local privado, longe do bebedouro e comedouro. Mostre-lhe onde fica a caixa de areia e verá que o seu gatinho rapidamente aprenderá a usá-la. 

Os instintos naturais do seu gato

Todos os donos fazem o que podem para tornar a sua casa o mais acolhedora possível para os seus gatinhos. A melhor forma de o fazer, é compreender os comportamentos deste pequeno felino.

Cabe-lhe a si deixá-lo expressar os seus instintos naturais sem causar demasiados estragos lá em casa.

Tal como os outros felinos, o seu gatinho é, por natureza, um caçador solitário. Ele acredita que é responsável pela sua própria sobrevivência e de que não precisa de outros gatos para se manter em segurança. Se conhecer este facto básico, depressa vai reconhecê-lo nos comportamentos e instintos naturais do seu gato. 

Os sentidos do seu gatinho

Os gatinhos são seres adoráveis. No entanto, por trás da sua doçura natural, o seu pequeno felino é um predador extremamente evoluído. Ele pode não viver no habitat dos outros felinos, mas está programado da mesma forma, com os sentidos da audição, visão, tato, olfato e paladar perfeitamente adaptados à vida de um caçador.

Tem uma coordenação de movimentos extraordinária e consegue saltar com um simples impulso, trepar quase qualquer obstáculo e equilibrar-se nos locais mais instáveis.

Audição

Em muitas coisas, a audição do seu gatinho é semelhante à sua. Mas a sua audição é muito mais apurada na deteção de sons agudos, sendo 1,6 oitavas acima do alcance da frequência dos seres humanos. 

Limpeza e higiene

O seu gatinho irá gastar grande parte do seu dia com lambidelas. Estas não o irão ajudar somente a cuidar do seu pelo, como também a controlar os parasitas e a reforçar laços sociais.

Tente incentivar o seu gatinho a desenvolver hábitos higiene desde cedo.

Começar cedo

As lambidelas são uma excelente forma criar laços afetivos com o seu gatinho, porque reproduzem as relações sociais entre a mãe e os seus filhotes. 

Horas de dormir

Os gatinhos adoram dormir. Na realidade, a maioria dos gatos consegue dormir em qualquer lugar, uma média de 13 a 16 horas por dia. A razão é simples: a carne é rica em energia e dormir após as refeições permite aos gatos conservar essa energia.

É natural que o veja mais ativo de madrugada ou imediatamente antes do sol se pôr.

Por isso, da próxima vez que apanhar o seu gatinho a dormir uma sesta, lembre-se que não é sinal de preguiça. A sua pequena bola de pelo está a comportar-se como os outros felinos no seu habitat natural, a recuperar energias e a preparar-se para a sua próxima caçada!

Lambidelas

O seu gatinho adora passar um bom tempo a lavar-se – na realidade, dedica-se a esta atividade durante várias horas por dia. As lambidelas que vai repetindo ao longo do dia são tão úteis para a sua higiene como agradáveis.

É importante estar atento aos hábitos de higiene do seu gatinho.

Lamber o pelo ajuda a mantê-lo em boas condições, permite-lhe controlar os parasitas e fortalecer vínculos sociais. Se não os realiza com regularidade suficiente, pode ser um indício de que está doente. Por outro lado, lamber-se em excesso também pode ser prejudicial.

Garras

As pequenas garras do seu gatinho são verdadeiramente impressionantes. Ajudam-no a equilibrar-se em superfícies macias e escorregadias e permitem-lhe trepar e agarrar-se a objetos com facilidade. Por isso, é importante que as suas garras se mantenham fortes e saudáveis.

Se o seu gato nunca sai à rua, os arranhadores são uma excelente forma de o seu gatinho dar azo aos seus comportamentos naturais.

Check-ups regulares

As garras do seu gatinho estão protegidas por um revestimento especial e, portanto, são extraordinariamente resistentes. No entanto, é bom examiná-las com regularidade e cortá-las caso tenham crescido demasiado.

Identificação

Na eventualidade de o seu gatinho se perder, é preciso encontrá-lo o mais depressa possível. É por isso que é extremamente importante que o seu gatinho esteja devidamente identificado – e é também um descanso para os donos.

O microchip tem um código que ajuda a identificar e recuperar o seu gatinho caso este se perca.

Tipos de coleira

• Escolha uma coleira com uma parte elástica e de libertação fácil
• Quando escovar o seu gatinho, verifique a coleira e veja se está bem colocada

Ir de férias

Quando chegam as férias – ou se precisar de se ausentar apenas durante alguns dias – terá de pensar na melhor forma de cuidar do seu gatinho na sua ausência.

Se tiver um amigo ou familiar que gosta de gatos, porque não pedir-lhes que tome conta do seu gato na sua ausência?

Gatis

Pergunte ao seu veterinário ou a um amigo que também tenha gatos se recomendam algum gatil onde possa deixar o seu gato. Visite o gatil e certifique-se de que está satisfeito com o alojamento antes de tomar qualquer decisão. 

Venenos e outros perigos

No habitat natural, os felinos usam o seu olfato e paladar para verificar se a comida está estragada. Eles são cuidadosos com as coisas que não lhes são familiares.

É melhor prevenir do que remediar, por isso deve guardar detergentes, medicamentos, tintas e venenos fora do alcance do seu gatinho.

Levar o seu gatinho para casa

Quando acolhe o seu novo gatinho em casa, provavelmente ele estará curioso e deverá levar algum tempo a habituar-se ao novo ambiente.

Ao encorajar o seu gatinho a recriar o seu comportamento natural, irá ajudá-lo a adaptar-se mais rapidamente.

É melhor deixar o seu gatinho explorar e descobrir tudo ao seu tempo. Ainda assim, há diversas coisas que pode fazer para ajudar o seu gatinho a ambientar-se.

Interior ou Exterior?

Será que o seu gatinho é de interior ou de exterior? Ao compreender os seus instintos naturais, conseguirá garantir que ele tem uma vida feliz onde quer que ande.

Se tiver um gatinho de exterior, o seu pequeno caçador não terá escassez de estímulos.

Território Natural

No mundo exterior, o território de um gato é, normalmente, dividido entre um local mais pequeno em que o gato habitualmente passa o seu tempo, e um com alcance mais alargado para a caça. A sua casa será esse tal local mais pequeno.